A Auto Ônibus Brasília foi nosso primeiro cliente aqui na CombuData. Desde o início tem acreditado em nossa proposta e, além disso, nos ajudado a construir nosso produto. 

É por isso que hoje vamos contar como tem sido essa jornada juntos. Em uma entrevista com Marco Henrique Coutinho, sócio-diretor da empresa, ele contou o porquê escolheu a CombuData e como isso impactou na economia de mais de R$200.000 em suas compras de combustível. Acompanhe!

Quem é a Auto Ônibus Brasília

Coutinho é sócio-diretor, na verdade, de duas empresas – a Brasília e a Barreto, que atuam no transporte urbano em Niterói, RJ.

Antigamente, elas operavam separadamente, mas em 2017 as empresas se uniram em um movimento estratégico. Ambas fazem parte do consórcio Transnit e possuem 10 linhas de operação. Com essa integração, houve a oportunidade de otimizar a alocação de frota e motoristas, gerando uma economia de escala.

Em um cenário fora da pandemia que estamos passando, a companhia como um todo opera com em média 100 ônibus e consome 150 mil litros de diesel por mês.

Como surgiu a necessidade de trazer Inteligência em Combustível para a empresa?

“Essa proposta que a gente iniciou lá atrás com o Daniel (CEO da CombuData) foi porque eu sabia que a distribuidora tinha capacidade de ter lucratividade sem aplicar margens exageradas”.

“Na época era cobrada uma margem de 35 centavos por litro, sendo que com 15 centavos já seria possível ganhar bastante dinheiro”, diz Marco.

“Além do mais, o Estado do Rio de Janeiro tem uma condição excepcional. As empresas compradoras de combustível podem obter a isenção de ICMS em compras com distribuidoras específicas. Isso seria para beneficiar o consumidor, mas fica evidente que o benefício não é totalmente repassado.”

Quais resultados a CombuData trouxe até então?

Quando a Auto Ônibus Brasília conheceu a CombuData, pagavam uma margem de aproximadamente 35 centavos por litro do diesel. Margem que ainda por cima estava em constante ascensão. 

Desde a implementação da plataforma, a empresa conseguiu reduzir a margem líquida dos fornecedores em 50%, trazendo uma economia de aproximadamente R$206.000 em menos de um ano e meio.

Coutinho nos contou mais sobre essa economia: “Nesse cenário difícil, ter a CombuData nos ajudou muito a puxar os preços de diesel para baixo”.

“Antes disso, era muito difícil pra eu fazer um acompanhamento dos preços. Já agora com 2 cliques consigo ter os números, ver como é que está e assim tomar uma atitude mais rápido – ligar pro fornecedor e fazer uma negociação.”

“A gente tem agilidade e argumentos para alertar o distribuidor: – Ei, o preço subiu muito, está fora do padrão!”, diz Marco.

Como você usa a CombuData no dia a dia?

“Com a plataforma, você tem tudo na mão. Como eu não tenho tempo para ficar acompanhando sempre, junto com a equipe de suporte da CombuData, nós treinamos duas pessoas para me ajudar. 

Uma delas, que já é responsável pela organização dos documentos administrativos da empresa, faz a entrada das notas fiscais na plataforma. 

A outra pessoa acompanha e analisa as variações de preços e quando vê uma mudança relevante, um aumento de preço, rapidamente me sinaliza. Ele me diz: a margem está assim, o valor da margem subiu.

Desse modo, a plataforma nos ajudou bastante nesse sentido de monitorar os preços do combustível mais rápido.”

Como a CombuData ajuda na hora da negociação com os fornecedores?

“Hoje quando entro em uma negociação me sinto bem mais respaldado pelos dados e argumentos que plataforma traz. Para você ter uma ideia, a pessoa do outro lado da negociação fica sem critério, ela perde o argumento de dizer “Não posso abaixar mais o preço”, ela não tem um porquê.

Eu posso falar “eu não quero saber o preço que A ou B paga, apenas não aceito o preço que você está fazendo para mim e se você não fizer um preço melhor, vou parar de comprar contigo.” 

A resposta do consultor da distribuidora é “Realmente, você tem razão”. Ele não tem pra onde correr.

Além disso, outro ponto positivo é que às vezes o preço do combustível pode cair mas a margem de lucro aumentar. Nesse caso, basta você comentar com o fornecedor, alertar que você está de olho nessas alterações, que na próxima compra ele já corrige e reduz a margem novamente.”

Monitoramento de preços de combustível é uma tendência de mercado?

“Acredito que quanto mais empresas monitorarem preços e cobrarem as distribuidoras, melhor. Hoje os empresários já fazem isso, mas de uma forma empírica. 

Inclusive essa era a forma como eu fazia antigamente, perguntando para colegas, olhando preços nas bombas de combustível. Mas com um grupo de profissionais por trás dando esse suporte detalhado, dá muito mais força à negociação.

Quem ainda não faz dessa forma é porque ainda não conhece, afinal ninguém quer perder dinheiro.”

Você quer trazer essa força na negociação para sua empresa também?

Estamos preparados aqui na CombuData para levar esses mesmos resultados pro seu negócio. Nossa solução é a soma de uma plataforma inteligente com uma equipe pronta a te ajudar com os melhores insights. Peça sua demonstração e venha conhecer!

Conheça a CombuData agora!

Posts relacionados

Seja o primeiro a comentar!


Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *